quarta-feira, 23 de julho de 2008

Projeto de Vida - 1ª parte

Vamos conversar sobre o que somos, qual a nossa essência, do que é feito nosso corpo e nosso espírito. Tudo o que fazemos, a maneira como pensamos, o tipo de energia de que me alimento, se é de amor ou de ódio, vão influenciar meu corpo e meu espírito. Somos responsáveis diretos pelo o que nosso corpo reflete de nós mesmos. E, da mesma forma, vamos direcionando nossas encarnações, ajustando aquilo que ainda temos dificuldade de lidar ou enfatizando as virtudes que já conquistamos.
O desenho da gangorra (aula do dia 19/nov/2007), que representa nossas idas e vindas em um corpo material, pode ser uma boa maneira de mostrar ao seu grupo como se planeja uma encarnação. Você pode dar mais exemplos, como a aula do dia 2/abril/2008, Voltando.
Agora que o grupo reforçou o ensinamento a respeito da reencarnação, vamos planejar a nossa próxima volta. Reflita um pouco sobre o momento atual de vida deles. O que fazem, quais são seus motivadores, do que gostam ou não, se estão felizes, o que fazem para melhorar suas vidas, como contribuem para o meio em que vivem, etc e se sentem necessidade de mudanças.


Distribua o boneco de papel pela turma e peça que eles anotem características básicas para a próxima encarnação: sexo (homem ou mulher), cor de pele e de cabelos, futura profissão e o meio em que viverão pela escolha da cidade ou país em que renascerão. Depois, recorte e distribua o tipo de cabelo e as roupas. Fale sobre algumas profissões, para que servem, o que precisamos saber para ser desta profissão, qual o alcance dela, o que ela poderá fazer por mim e pelos outros.



Oriente as escolhas de acordo com o que foi planejado, combinando a apresentação da roupa com o tipo de profissão escolhida. A minha turma reclamou de que não levei uma minisaia, então eu conversei com o grupo que a minisaia passa uma informação a respeito dos meus valores, como quero ser recebida, como me vejo como pessoa e pensamos juntos algumas profissões que seria um problema estar de minisaia e outros que não chamaria atenção.

Vejam alguns resultados do meu grupo:



Eles acrescentaram óculos, sapatos, bijouterias. A maioria escolheu vida de artista ou cantor, afirmando querer uma vida melhor do que a atual. No nosso próximo encontro, conversaremos sobre as possibilidades de transformar este planejamento em realidade na atual encarnação, mostrando que o fato de viverem numa comunidade carente não é impedimento. O que devemos fazer para conseguir realizar nossos sonhos?

3 comentários:

Anônimo disse...

Olá! Adorei seu blog! Vai me ajudar muuuuuiiiito, pois a pouco tempo comecei evangelizar crianças. Que Jesus te ilumine,
Simone -BH/MG

Daniela Guse Weber disse...

Adorei a dica do trabalho com bonecos de papel.
Na verdade estava procurando figuras para trabalhar a questão do preconceito e bullying com meus alunos de 8 anos, numa turma de 3º ano; e achei mais do que estava procurando. Obrigada!
Professora Daniela - Florianópolis/SC

Daniela Guse Weber disse...
Este comentário foi removido pelo autor.