quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Evangelizando Agora

Quantos de nós já não se fez a seguinte pergunta: se eu soubesse? Ou então, se o fulano soubesse? Se alguém tivesse dito antes? Se alguém me avisasse?

Saber influi diretamente no resultado, pois até o homicida poderá se perguntar: se eu realmente soubesse o mal que causo, não chegaria ao ato. Se o egoísta soubesse o prazer de dividir e compartilhar, não se omitiria da companhia ou serviço para alguém. Se o mal educado ou ingrato percebesse como suas palavras ferem, não usaria deste tom. Se percebêssemos o resultado de nosso desrespeito e desatenção a tudo o que nos cerca, as pessoas, a natureza como um todo, estaríamos vivendo de outra forma. Porque não estamos satisfeitos com a violência, a insegurança, a pornografia. Reclamamos de soluções, esquecendo-nos de que somos nós mesmos que formamos a nossa sociedade e, portanto, nossas ações influem diretamente nos homens que nela vivem e viverão.

Jesus, depois de algum tempo de sua instrução, pediu aos 12: Ide e ensinai. (Mt 28:19). É como se dissesse: vocês já aprenderam, então agora ensinem. Um mestre dando a oportunidade de outros se tornarem mestres. Espalhando a semente da Boa Nova. E aguardando, pois a semente precisa de um tempo para se desenvolver.

Jesus não trouxe uma religião, mas um comportamento. A maneira ideal de nos relacionar-mos. Ele ainda é visto mais como um curador, um milagreiro, mais considerado pelo que apresenta de excepcional aos nossos olhos. Contudo, a comprovação de sua superioridade não se encontra na fenomenologia, mas na essência moral de seus ensinamentos. A nossa meta é aprender a viver de acordo com esta moral. Entender esta proposta em todas as suas conseqüências e realizar as mudanças íntimas indispensáveis, em uma palavra: educar-se.

Educar é tirar do interior, revelando o que existe dentro de nós. Somos filhos do Pai, então estaremos desenvolvendo nossas potências que já existem em estado latente. E por isso Jesus nos diz: O Reino de Deus está dentro de vós.

O homem se educa transformando- se moralmente, elevando- se em consciência e atitudes.

A educação precisa trabalhar para desenvolver o ser humano integral, que se transforma, gradativamente como uma semente, num melhor participante da Humanidade e num cidadão melhor, ainda que o mundo atual priorize valorizar as conquistas individuais, os bens materiais, os desejos e satisfações imediatas.


Aprender a conhecer.

Aprender a conviver.

Aprender a ser.


Para mais tarde nenhum de nós se perguntar: se eu soubesse...


Um comentário:

Mariana disse...

Ola Glaucia, meu nome eh Mariana e moro em NY.
Aqui estamos criando um site para criancas "aprenderem" im pouco sobre religiao.
Adoramos o seu site e gostariamos de entrar em contato.
Por favor me mande o se email quando puder!
Um grande abraco e parabens pelo trabalho,
Ah, o meu email eh: mariana.cruso@terra.com.br