quarta-feira, 20 de maio de 2009

SEU ESTILO de VIDA DIZ TUDO

Qual a relação entre o seu cotidiano e o meio ambiente?

Todos os dias você escova os dentes, toma banho, lava as mãos, faz comida, lava a louça e a roupa, utiliza a descarga. Você já pensou o quanto tudo isso consome de água por dia? Somos hoje 6 bilhões de habitantes no planeta, com um consumo médio diário de 40 litros de água por pessoa.
Um europeu gasta de 140 a 200 litros por dia, um norte-americano, de 200 a 250 litros, enquanto em algumas regiões da África há somente 15 litros de água disponíveis a cada dia para cada morador. O consumo médio diário por habitante da cidade de São Paulo ou Rio de Janeiro é de 200 litros de água, considerado altíssimo.
Isto é muito desperdício!
Diariamente, você faz funcionar luzes e eletrodomésticos como chuveiros, computadores, liquidificadores etc. Também ouve música ou notícias no rádio, assiste a programas de TV, lava e seca roupas em máquinas, usa elevadores, escadas rolantes, ar condicionado. Você já pensou em quanta Natureza é preciso “empregar” para fazer tudo isso funcionar?
Assim, com o aumento de consumo e a decorrente necessidade de produzir cada vez mais energia elétrica, torna-se necessário represar mais rios e inundar mais áreas, reduzindo as florestas, impactando a vida de milhares de outros seres vivos, retirando comunidades de suas terras e alterando os climas locais e regionais como aumento das superfícies de evaporação.


A alimentação é um item muito importante da nossa qualidade de vida, mas, além disso, uma dieta natural e equilibrada é bastante favorável à preservação dos ambientes.
Devemos considerar nossa tarefa sagrada a compaixão para com a Criação de Deus. Deus dotou os porcos, as vacas, as ovelhas, e todos os animais com os seus próprios desejos e necessidades. Os porcos, por exemplo, são curiosos, sociáveis, e mais inteligentes do que os gatos ou os cães. Conseguem até jogar alguns jogos de computador melhor do que os macacos. De modo similar, as galinhas apreciam a companhia umas das outras e gostam de brincar, limpar-se das poeiras, e andar à procura de comida. Jesus comparou o seu amor para conosco ao amor de uma galinha para com os seus pintinhos (Lucas 13:34).

Uma pessoa que se alimente de carne chega a consumir até 14 vezes mais água e 20 vezes mais energia do que um vegetariano. Nas sociedades ocidentais, os alimentos de origem animal são obtidos através da criação intensiva e do massacre de muitos animais todos os anos. Estes animais são sujeitos a um enorme sofrimento por estarem confinados a espaços superlotados, além do stress daí resultante, os ambientes fechados que frustram os seus instintos naturais, a amputações feitas sem qualquer anestesia, como o corte dos bicos e das caudas e a castração. Enquanto dezenas de milhões de pessoas morrem anualmente de doenças relacionadas com a fome, e cerca de mil milhões sofrem de malnutrição, 37% dos cereais colhidos no mundo são utilizados para alimentar animais criados para o abate. Na realidade, não é sustentável a atual utilização dos terrenos de cultivo, da água, e da energia. O esgotamento dos recursos do planeta ameaça causar grandes dificuldades à humanidade neste século. Atualmente, 40% das terras aráveis em todo o mundo estão seriamente degradadas.



Quanto mais consumimos, mais lixo produzimos. Os resíduos naturais, ou matéria orgânica, podem ser inteiramente absorvidos e reutilizados pela Natureza, mas o tipo de resíduos que nossa civilização produz nos dias de hoje, especialmente os plásticos, não podem ser eliminados da mesma forma. Eles levam milhares de anos para se desfazer no ambiente. Você já mediu quanto você, sua família ou seu grupo de trabalho produzem de lixo por dia? A média nos grandes centros urbanos é de 1kg por pessoa. É muito lixo!
O que podemos fazer?
  • Seja solidário: doe roupas, sapatos e aparelhos que não usa mais. Eles podem ser úteis para outras pessoas.
  • Conserte os eletroeletrônicos sempre que possível para evitar comprar novos e gerar mais lixo.
  • Procure comprar produtos que permitam a reutilização das embalagens com refil.
  • Dê preferência a produtos fabricados com materiais reciclados. Desta maneira, você estará reduzindo o uso da matéria-prima, gastando menos energia e ajudando o planeta.
  • Guarde o lixo com você até encontrar um local adequado caso estiver na rua.
  • Separe o lixo e mande-o para a reciclagem. Separando o lixo, você estará gerando emprego para catadores e dando oportunidade a reciclagem de materiais.
  • Utilize talheres, copos e pratos de louça. Os descartáveis geram lixo e demoram a se decompor.
  • Tenha em casa uma pequena composteira com restos orgânicos como cascas de frutas, legumes e folhas. Ela produz adubo natural para o seu jardim e de seus vizinhos.



Quanto você se desloca por dia? De que forma: carro, ônibus, trem, metrô, a pé ou de bicicleta? A maioria dos meios de transporte que utilizamos em nosso cotidiano utilizam combustíveis fósseis, ou seja, não renováveis.

Esta fonte energética que vem do petróleo, do carvão e do gás natural polui o ar, principalmente nos grandes centros urbanos, devido à enorme quantidade de automóveis. A ciência e a sociedade civil têm pressionado o poder público e a iniciativa privada na busca de soluções para a poluição. Este enorme problema agrava o aquecimento global e ocasiona o aumento de doenças respiratórias. Um transporte sustentável tem de utilizar eficazmente a energia, ou seja, transportar o máximo de carga possível gastando o mínimo de combustível. Podemos contribuir utilizando o transporte coletivo e oferecendo carona sempre que possível, ou ainda, andar de bicicleta e fazer pequenos trechos a pé.

A consciência ambiental e a conservação da natureza devem ser exercitadas não só pela sociedade, mas também por cada um de nós em nosso cotidiano. Ao fazer nossa parte em casa, no trabalho e mobilizando as pessoas que nos são próximas, estamos colaborando para um planeta mais saudável.

Um comentário:

Marilia® disse...

Bom dia!!!
Adorei!
Fique na paz do Mestre
;)